quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Happy New Year!!!! Happy 2010!!!

Adeus ano velho, feliz ano novo! E que este ano possamos viver com mais alegria e obter as conquistas com muita saúde e paz...

A virada de ano me trouxe muitas alegrias, posso dizer que foi perfeito. Recebi uma amiga virtual em casa – A Taty, ela chegou na quarta feira dia 30/12 bem tarde, nos desvirtualizamos, abracei-a bem forte não acreditando que eu estava com ela naquele momento, meu coração batia forte e eu estava muito feliz.

Começamos nossa amizade através do blog de noivas, eu me apaixonei pelo blog dela desde a primeira vez que vi, chamava-se Vou casar e agora? e tinha um template lindo e maravilhoso e então passei a acompanhá-la sempre que podia, com isso, acabei criando uma admiração muito grande pelas coisas que ela postava. Ela também me visitava e assim fizemos uma amizade, depois nos add no msn, e nosso contato foi crescendo, nos falamos por telefone algumas vezes e logo depois começamos pelo skype tbm, sem contar os emails... e quando nos demos conta estávamos muito amigas a ponto de uma pedir conselho a outra...

Bom, antes da chegada deles fui à padaria comprar pão e frios para dar um lanche à eles, imaginei que eles deveriam chegar com muita fome já que ficaram parado horas e horas no trânsito na estrada, o que eu não esperava é que ele ainda fossem se perder no caminho e então avisei meu pai que foi ao encontro deles e levou-os até em casa.
Eles não queriam comer nada, apenas beber água, água, água...rs. Nos conhecemos, trocamos presentes (dava até pra fazer um amigo secreto na hora...rs) os homens foram dormir e nós duas ficamos conversando.

No dia seguinte (31/12) fomos nos adiantar para os preparativos da ceia. A Taty quis pintar o cabelo e ainda inventamos de passar a virada com cílios postiços....hahaha (isso é totalmente novo pra mim), e decidimos fazer a ceia em casa mesmo e eu não queria decepcionar minha visita com uma simples comidinha, mesmo sabendo que pela Taty rolava arroz e feijão (é sim gente, ela é uma pessoa simples) e então pedi pra minha mãe me ajudar. Encomendei o peru no açougue (que já veio temperado, era só assar), minha mãe mandou mousse de maracujá, feijão fradinho (delícia), farofa, lentilha e nós em casa: marido fez o arroz e colocou o peru pra assar e eu fiz o pavê de Bis (Vânia me ajudou a fazer tbm). Fomos passar a virada de ano na praia, e combinamos de encontrar com a Ana e o Felipe (casal de amigos) e mais um casal amigo deles, mas o nenê (deles) dormiu e eles ficaram com medo da chuva por estarem com duas crianças de colo e então no local combinado eles não apareceram. Em compensação e sem combinar nada apareceu a minha família composta pelos meus pais, minha irmã, minha tia e minhas avós, minha prima c/ o marido, cunhada e sogra que são muito bacanas tbm. Conclusão: FOI SUPER DEZ!
No dia 1º tivemos muita chuva e até umas 16horas ficamos panguando na sala de casa e eu confesso que eu estava me sentindo feliz e satisfeita pq eu tava vendo a minha visita super tranqüila, acomodada e sentia que eles estava gostando de casa, gostando da Mel. Depoís nós decidimos encarar a chuva e saímos pra mostrar a cidade e fomos parar no Mirante do Ilha Porchat, comemos uma porção de fritas e calabresa no Terraço e saímos em busca de uma churrascaria que por sinal não encontramos nenhuma aberta.
Depois de muito percorrer Santos inteiro e mostrando alguns pontos, detalhes e a vista com chuva – com chuva e um monte de gente na beira da praia, rolando na areia e tal kkkk – decidimos parar numa pizzaria, mas o marido errou a avenida do canal e foi quando eu vi o prédio do cemitério vertical (Memorial) e comentei que a gente podia mostrar pra eles e eles endoidaram dentro do carro mas o marido tava com cara de que não queria muito ir lá não, mas como a maioria vence e depois de muito “vamo vai” entramos no cemitério e gente: como é engraçado vc andar com uma pessoa que ta com medo da situação...kkkk eu ri muito, me diverti muito, marido no fundinho curtiu tbm e depois de muito passeio e como as luzes do cemitério estavam para ser apagadas nós fomos embora dali para a pizzaria e até brincamos com o garçon pra ele pedir uma pizza bem gostosa com massa crocante e tal senão a gente levava ele pra passear no cemitério tbm e ele se benzeu...hahahaha lógico que foi uma brincadeira nem eu costumo ir em cemitério nem eles foi apenas um dia diferente! Algumas pessoas devem pensar nossa que doidos passear em lugar que só tem gente morta, não é por aí tbm, lá é uma lugar tranqüilo, é super hiper mega muito limpo, com som ambiente em todos os andares, tem o lago das carpas e um viveiro lindo e meu pai comentou que ele já foi em show de um cantor lá. Ok! Saímos da pizzaria e fomos no meu pai e depois na vânia pra eles conhecerem o Jonhy (marido da vânia) batemos um papinho, comemos sobremesas e a Taty e o marido já tinham dito que no dia seguinte voltaríamos lá e assim foi e dessa vez levamos a Vânia junto. Como não estava mais chovendo deu pra ver o viveiro, as carpas e a beleza do lugar, tem restaurante e tudo. O marido já estava tranqüilo e descendo os andares pela escada vimos que no 2º andar tinha um velório que descobrimos depois de 2 dias que era de um amigo da Vânia de 78 anos, olha só que coincidência...
Depois fomos comer, mas até decidirmos o que comer foi dose pra leão pq meu estômago estava devorando o que não tinha de tanta fome....rs esperamos o Jonhy sair do serviço e fomos na direção de comida japonesa e mexicana e paramos no Rockabilly Burger onde comemos até explodir (eu pelo menos...rsrsrs) comi até onde meu estômago suportou pq sabia que o lanche lá era ignorante de grande... de repente tive uma crise de risos que contaminou todos na mesa – muito bom crise de riso né – ainda acho que rir é o melhor remédio, registramos o nosso momento juntos e fomos embora, detalhe 6 pessoas dentro do carro e eu como a menor do grupo tive que ir no colo da Taty e foi só bagunça dentro do carro, vários flashs e tal. Vânia e Johny se despediram deles e em breve seria eu e já tava começando a bater uma saudade e assim foi, 5 horas da manhã eles foram embora e eu acompanhei com o olhar até eles virarem na avenida e pedi pra Deus que eles fizessem boa viagem e chegassem bem, entramos em casa e voltamos a dormir e quando foi 11horas (estávamos dormindo ainda) meu pai ligou avisando que eles já estavam na cidade deles, eles tinham avisado pelo nextel.

Taty – adorei vc, adorei seu marido ri muito com vc’s dois, vc’s são pessoas maravilhosas, agradeço sua amizade, o carinho de vc’s com a Mel, a gente se identificou muito e eu te curto mais ainda, agora o seu marido tbm né, pq os maridos fazem parte agora né e isso é muito bom, gratificante...

Muito engraçado a Mel pendurada na pantufa de porquinho da Taty e muito legal o carinho da Mel com vc’s tbm, registrado!

Super beijo pra todos,

Grazy... :)

2 comentários:

  1. Flor, os momentos que passamos aí com vcs foram inesquecíveis. Era por isso q qdo vc perguntava meus planos de passeio eu dizia que não tinha escolhido nada, que o foco da ida aí era conhecer vcs, conversarmos e que passearíamos depois, em outra oportunidade. E as 13h de viagem foram feitas pra isso, pra ver vc, pra receber aquele abraço caloroso q vc me deu e dinheiro no mundo nenhum paga.
    E mesmo assim nossos "poucos" passeios foram divertidíssimos. Digo que ninguém pode imaginar o qto rimos, o qto nos divertimos. Fiquei feliz em ver que os maridos se deram tão bem qto nós, foi tudo muito perfeito. Nem qdo eu pensava em como poderia ser, eu imaginava algo tão legal assim.
    Mais feliz ainda pq vc agora conhece a "casca" e, principalmente, a essência. Eu sou assim mesmo, que pinta cabelo na casa da amiga e fica desfilando de rococó na cabeça, que anda de pantufa de bichinho e ainda atiça a Mel pra destruir a danada, q fica deitada no chão da sala pegando aquele ventinho. Que mais? Ah, que quase fura teu olho colocando cílios postiços... hahaha. Que momento tenso aquele...
    A ceia estava perfeita!
    Tudo delicioso, preparado com tanto carinho... Sabe que até hoje eu lembro da maionese? Eu amo maionese, aquela estava ótima demais.
    E o que dizer do carinho de TODA a sua família e amigos com a gente? De toda aquela preocupação, disposição... pôxa, nem em mil palavras ou anos eu consigo agradecer.
    Digo em meu nome e em nome do meu marido que foi tudo perfeito. Repito a frase que ele falou ao entrar no carro na volta: "agora espero vcs lá". E é isso, estamos esperando vcs aqui. Sempre e qdo quiserem.
    Já sinto muitas saudades de vc...
    E a gente só sente saudade assim daquilo que realmente nos fez muito bem. Meu coração ficou um tantinho menor pq eu deixei um pedaço dele aí na sua casa.
    Minha segunda casa... a casa que meu coração escolheu. Casa de gente fina, elegante e sincera, como bem canta Lulu Santos. Casa de gente que sabe receber, acalentar, amar.
    Não vejo a hora de encontrar vcs de novo.
    Receba nosso sincero carinho, agradecimento e muita, muita amizade.
    Contem SEMPRE conosco. Pra qualquer coisa e a qualquer hora. Se já gostava de vc antes de te conhecer, agora então te considero como uma irmã.
    Vou parar q já tô lacrimejando...rs.
    Obrigada pelo post carinhoso, pelas palavras carinhosas e, principalmente, por ser quem vc é.
    Um beijo!!

    ResponderExcluir
  2. choro com seu post e choro mais ainda com o comentário da Taty.....

    Ainda exist gente do BEM NESSE MUNDO....

    AMOOOO vcs

    ResponderExcluir